Tutorial sobre como fazer um aniversariante feliz

Não sei como é a relação de vocês com o célebre dia que nasceram. Conheço gente que ama fazer aniversário, enquanto outros dizem que acham um saco, uma data como qualquer outra. Independente da importância que cada um dá todo mundo gosta de um carinho, não é? Todo dia, se possível. Então é por isso que sempre desconfio de quem só fala asneira de aniversário.

Independente da ocasião, sempre tem um jeito de fazer as pessoas felizes, por mínimo que seja. Abracinhos apertados, dar um gift card de duas lavagens de prato, brigadeiro feito em casa, uma cartinha de amor cheia de colagens, uma foto vergonhosa que vai matar o outro de rir são exemplos bons e gratuitos de levar alegria para um dia supostamente especial.

Mas dependendo da ocasião, nem sempre estamos totalmente disponíveis para quem amamos e por isso as dicas supracitadas podem vir a ser descartadas. Às vezes o aniversário coincide com um dia de muito trabalho, provas na faculdade, outros você tá viajando ou até fica doente e não faz uma festinha. Vai saber.

O evento mais radical é quando a distância definitivamente impede qualquer troca presencial. É aqui que entra o tutorial do título – totalmente baseado em fatos reais.

Hoje é aniversário da minha irmã, uma das pessoas prediletas da minha vida. Infelizmente estamos distantes, mas o virtual tenta nos aproximar de algumas formas. Por isso tive uma ideia simples, mas que fez um bem danado a Geórgia (e espero futuramente fazer a mim também): reuni seus amigos da escola e outros no Whatsapp, num grupo gigante, sem que ela soubesse. Contei para eles que ela queria um telefone de presente (faz séculos), mas que provavelmente não conseguiria porque é início de ano e meus pais estão cheios de coisas de escola para pagar.

Ela já tinha uma quantia porque tinha pedido para algumas pessoas próximas da família e eu também já tinha enviado cem dilmas pra fazer parte do monte. Conversei com seus amigos e sugeri fazer uma vaquinha. Cada um ajudou com o que queria e podia, uns mais outros menos, e a média foi em torno de cinco reais, ou seja, um valor não tão alto para os amigos, mas que faria uma diferença colossal, e além disso cada um também contribuiu com sentimentos e amorzinho em formato de cartinhas.

Tudo só foi possível porque Ingrid, minha outra linda, produziu toda a ideia e arrecadou os dinheiros e as mensagens. Foi até a escola da minha irmã e também sacou do seu banco as transferências que alguns tinham feito. Sei que é uma ideia simples, o tal do crowdfunding e, sobretudo parece uma riqueza juntar uns amigos e uma grana pra presentear uma só pessoa. Mas não é isso que faz o aniversário ser especial? Toda essa aura de egoísmo não ofensivo? Porque só um diazinho do ano a gente não pode se dar esse luxo?

Sei que agora, mais perto de comprar o celular novo (porque o antigo só cabe o Whatsapp mesmo), a gente vai finalmente se falar melhor. A comunicação vai fluir mais com vídeos (antes impossíveis) e fotos. Com snaps bobos sobre o dia. Com mais atualizações de vida e mais aquele sentimento de que estou pertinho dela, da sua semana, da sua realidade.

Enfim, espero que a dorzinha da saudade seja amenizada com a tecnologia. Sei que o virtual nunca vai substituir aquele cheirinho de bebê (já tá com 17 anos, mas não importa), aquele risinho besta e as tentativas falhas de fazer piadas melhores que as minhas. Mas a gente tenta, não é? Quem sabe o próximo presente não é uma passagem de avião? ❤

9330107960_a04a7ae1f8_o

Esse post é pessoal, mas também é um tutorial sério (HAHA) com dicas e formas gratuitas e colaborativas de fazer alguém feliz. É positivo levar alegria por onde a gente passa e inclusive onde a gente nem está fisicamente. Estou então me contradizendo quando cito o egoísmo do aniversário: afinal, as mais de cinquenta pessoas que se preocuparam com Geórgia se desdobraram em suas vidas para alegrar o outro. Isso não é ser egoísta AT ALL. Olha que lindo e que lição! Que sejamos mais doces e mais entregadores de felicidade (e pizzas, se possível).

Post Scriptum: Falhei esse ano com uma amiga. Por inúmeros motivos atrasei seu presente virtual de amigo secreto e fiquei bem triste com a minha atitude, e obviamente ela também. Ontem espero que ela tenha gostado da sua cartinha virtual (escrevi os pontos importantes da nossa amizade) e também da lembrancinha que comprei na Estilo Xilo, uma loja muito amor de Recife (acho que farei um post só sobre a loja porque eles são MUITO maravilhosos). 

Você já fez o bem para alguém hoje? ❤

Anúncios

10 comentários Adicione o seu

  1. Que amor! ❤ Tenho certeza que sua irmã vai ficar muito feliz – e não só pelo celular, mas também por toda essa mobilização de amor e carinho em prol do que ela desejava ganhar. Sempre fui de querer dar algo pra alguém no aniversário, eu acho uma data super especial! Mas nem sempre tenho dilmas para gastar livremente assim, hahha. Aí apelo para as coisas bobas, mas que fazem diferença… Uma carta (tô nem aí se é brega), algo que fiz com minhas próprias mãos (no estilo DIY mesmo), e acabo não gasto tanto, as vezes nada e sai todo mundo feliz! Afinal, acho que isso é o que importa. ❤

    Curtido por 1 pessoa

    1. Ops, tinha respondido, mas acho que ñ foi. Sim, Debora, ela tá muito contente! E que lindo que vc n esquece de alegrar as pessoas a sua volta. VIVA O BREGA! HAHAHA. Concordo contigo. Basta pouquinho pra dar felicidade de montao, né? Brigada por vir aqui, alegrou meu dia também ❤

      Curtido por 1 pessoa

  2. Milena Maciel disse:

    Também já dei um presente “coletivo”. Foi pra uma amiga que sempre quis um cachorrinho, reunimos umas 30 pessoas e compramos o cachorro da raça que ela queria. Ela ficou tão feliz hahah Acho que melhor do que o presente, é ver que tem gente que se importa com a felicidade da gente né? Enfim, sua irmã vai gostar muito do presente e tomara que você fiquem mais próximas!

    Curtido por 1 pessoa

    1. nossa, que fofinho! eu amei! ela deve amar tanto esse cachorro! hahaha que fofo. arrasou. brigada por dividi essa história ❤️❤️❤️ coloriu o mundo 💕

      Curtir

  3. carolcaniato disse:

    Aline, que post lindo! Primeiro, é um belíssimo tutorial haha Realmente não precisamos de muito pra ficar felizes, não é mesmo? E nada melhor do que ver outras pessoas felizes com presentinhos assim feitos mais com o coração do que com qualquer outra coisa. Também fiquei 6 meses longe da família e não nos resta outra opção senão criar esses momentos e presentinhos surpresas.
    Seu texto foi muito comovente de verdade! E parabéns pra sua irmã!
    :*

    Curtido por 1 pessoa

    1. que feliz você criando conexões por aqui! minha irmã disse que não aguentava mais chorar com minhas surpresas, hahaha (foram três). ela tá muito alegre! brigada por vir, Caró linda! ❤️❤️❤️

      Curtido por 1 pessoa

  4. Eu adoro comemorar aniversários, adoro fazer coisinhas e dar para as pessoas como forma de demonstrar o quanto eu amo a tal pessoa presenteada. E devo dizer que esse seu post me tocou demais, não pelas ideias, mas por uma simples frase: “nunca vai substituir aquele cheirinho de bebê (já tá com 17 anos, mas não importa)”. Minha irmã faz 13 anos esse ano e para mim também não importa! ❤ Adorei sua iniciativa, foi linda demais!
    Beijos!!
    Blog Amanda Hillerman

    Curtido por 1 pessoa

    1. Hahaha, é nosso xodó! Ela ficou tão feliz! Desde ontem choro de alegria e saudade, hahaha. Brigada por comentar e que feliz que você também entrega a felicidade por aí! ♥️😌✨

      Curtir

  5. Ai, gente, que amorzinho que você é! ❤
    Sua irmã é muito sortuda por ter você!

    Curtir

Vai ser incrível um comentário seu por aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s